quinta-feira, 30 de setembro de 2010

The Flintstones, 50º Aniversário

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

PAF...PAF... PAF

O Balão do Menino Nicolau

O Menino Nicolau

Petit Nicolas já tem 50 anos! 51...

Sempé

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Boa noite...

Ronan Keating - Iris

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

AMIGOS...

Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir.
Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende.
Amigo a gente sente!
Machado de Assis

Hoje, a minha amiga Cândida foi levada por um anjo...

domingo, 26 de setembro de 2010

Ben Harper - Waiting on an Angel (Legendado)

sábado, 25 de setembro de 2010

25 de Setembro, Dia Mundial do Mar

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Sesame Street: Will.i.am's Song "What I Am"

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Já estou no 6º ano, pela Marta!

Cheguei à escola e olhei para a sala em que ia ter aula, estavam lá todos os meus amigos e amigas.
  Fui então ter com elas para falarmos das férias, e de como tinham sido tão divertidas, passados cinco minutos tocou,e a professora de Música, sem atraso, apareceu.
  Fomos para dentro da sala; sentámo-nos nos lugares escolhidos; e apresentámo-nos à nossa  nova professora.
  A seguir à aula, fomos brincar no recreio, e então começámos a ser praxados. Até foi divertido ver a cara dos outros pintada, mesmo que aquela pintura toda fizesse muita comichão.
  No dia seguinte fomos todos para a sala de aula, muito felizes por sabermos que íamos ficar juntos durante mais um ano lectivo. Nesse dia ninguém foi praxado, e no recreio brincámos todos ao toca e congela, ao toca e foge e inúmeros jogos divertidos.
  Em todas as fichas de diagnóstico eu escrevia que era do 5º ano, pois ainda não me tinha habituado ao 6º ano.
  Mas agora tenho de me habituar a que «já estou no 6º ano».

Ainda Pablo Neruda

Nega-me o pão, o ar,
a luz, a primavera,
mas nunca o teu riso,
porque então morreria.

Chegou o Outono... a minha estação, a minha cor!

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Pablo Neruda

É assim que te quero, amor,
assim, amor, é que eu gosto de ti,
tal como te vestes
e como arranjas
os cabelos e como
a tua boca sorri,
ágil como a água
da fonte sobre as pedras puras,
é assim que te quero, amada,
Ao pão não peço que me ensine,
mas antes que não me falte
em cada dia que passa.
Da luz nada sei, nem donde
vem nem para onde vai,
apenas quero que a luz alumie,
e também não peço à noite explicações,
espero-a e envolve-me,
e assim tu pão e luz
e sombra és.
Chegastes à minha vida
com o que trazias,
feita
de luz e pão e sombra, eu te esperava,
e é assim que preciso de ti,
assim que te amo,
e os que amanhã quiserem ouvir
o que não lhes direi, que o leiam aqui
e retrocedam hoje porque é cedo
para tais argumentos.
Amanhã dar-lhes-emos apenas
uma folha da árvore do nosso amor, uma folha
que há-de cair sobre a terra
como se a tivessem produzido os nosso lábios,
como um beijo caído
das nossas alturas invencíveis
para mostrar o fogo e a ternura
de um amor verdadeiro.

Pablo Neruda

terça-feira, 21 de setembro de 2010

John Lennon - Give Peace A Chance.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

ESPECTÁCULO INFANTIL "VENDEDOR DE FOSFOROS"

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Cada um que passa em nossa vida passa sozinho...

Cada um que passa em nossa vida passa sozinho...
Porque cada pessoa é única para nós,
e nenhuma substitui a outra.
Cada um que passa em nossa vida passa sozinho,
mas não vai só...
...Levam um pouco de nós mesmos
e nos deixam um pouco de si mesmos.
Há os que levam muito,
mas não há os que não levam nada.
Há os que deixam muito,
mas não há os que não deixam nada.
Esta é a mais bela realidade da vida...
A prova tremenda de que cada um é importante
e que ninguém se aproxima do outro por acaso... "

Antoine de Saint-Exupéry

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

De regresso às aulas!